Overview

A doença de Parkinson é uma doença neurológica que afeta os movimentos corporais. Surge devido à morte das células que produzem a dopamina, uma substância fundamental para o bom funcionamento do cérebro.

É uma doença degenerativa, que costuma surgir após os 50 anos de idade. Um pequeno número de doentes apresenta uma doença de Parkinson de início precoce, que se carateriza pelo aparecimento de sintomas antes dos 40 anos.

Na maioria dos doentes, a causa da doença é desconhecida, embora existam alguns casos conhecidos de transmissão genética.

Prevalência

Estima-se que existam seis milhões de pessoas portadoras da doença de Parkinson a nível mundial. Em Portugal as estimativas apontam para a existência de 20 mil doentes, embora não existam dados concretos. (1)

Sinais e sintomas
  • Tremor que começa geralmente numa mão quando o doente está em repouso;

  • Rigidez muscular;

  • Movimentos corporais lentos;

  • Postura instável que muitas vezes origina quedas;

  • Dificuldade em começar a andar;

  • Dificuldade em realizar movimentos mais “finos” como apertar botões ou atar os atacadores dos sapatos.

O aconselhamento médico justifica-se nos seguintes casos:

  • Tremor ou rigidez persistentes em qualquer zona do corpo;

  • Dificuldades na marcha;

  • Dificuldade em levantar-se de uma cadeira;

  • Sintomas de depressão.

Tratamento

Não existe cura para a doença de Parkinson mas as suas manifestações clínicas podem ser tratadas com medicamentos específicos, que aumentam os níveis de dopamina ou imitam os efeitos desta substância no cérebro.

Em casos de doença avançada, poderá ser necessária a implantação de elétrodos cerebrais, que têm como objetivo controlar a atividade de certas zonas do cérebro.

(1) www.parkisnon.pt, acedido a 23-07-2013